Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Ai Que Chatice...!

Em homenagem a sua Reverência Papa Bento XVI, estou com o espirranço em acção outra vez. Deve ser a minha forma de agradecer a Sua Santidade as folguinhas que vou ter esta semana. Iuupiii!

Diga-se de passagem que as minhas viagens, esta semana, na carris têm sido abençoadas pelo Papa. Eu explico, por coincidência, fui sentada num banco que em frente tem um poster de Bento XVI a acenar. Levei o caminho todo a olhar para a mão dele, a observá-la: é estranha. Tem uns dedos pequenos e a palma grnade, fazendo lembrar a mão dos símios e é lisinha, de quem não faz nada. Hummm...

 

Admira-me as manas não terem querido ir ver o Papa com as crianças todas. Mas eu acredito que se as ruas de Lisboa não tivessem com o trânsito todo condicionado, não havia folguinha para ninguém pois teríamos de ir com as crianças até à Praça do Comércio assistir à missa, acenar e gritar "Viva o Papa".

 

 Assim, tenho de ficar em casa. Oh que pena, oh que chatice! Vou ter de ir tomar um café sem tempo contado, vou dar uma voltinha pelas redondezas para arejar as narinas (tudo a bem da alergia!) e gastar uns trocos. É mesmo chato...

 

Pra passar o tempo e se me apetecer - note-se, se-me-a-pe-te-cer - vou rascunhar uns testes para serem realizados nas próximas semanas. Vamos lá ver como vou ocupar este tempinho de... ócio?! lol!

 

Prometi a Mim Mesma Que…

… hoje não faria nada! Estou a precisar merecer, um dia de dolce fare niente. O meu cérebro já vem reclamando comigo há alguns dias que está cansado, que precisa de repouso, que está farto de tanta avaliação, e que está a precisar de uns dias off!

E é melhor fazer-lhe a vontade porque ele é de “humores” e ainda lhe dá alguma coisinha má e depois não quer trabalhar. E assim não dá!

 

Acordei à hora que apeteceu ao meu organismo. E também porque não me podia movimentar na cama: tinha um cão enroscado, cheio de frio, encostado às minhas pernas dobradas.

Abri os olhos preguiçosamente, espreguicei-me e pensei em saltar da cama. Estava na hora do meu descafé, por isso arranjei-me com toda a calma do mundo para ir ao encontro marcado.

 

Está mesmo um dia espectacular para não se sair de casa e estar esticada em cima da cama sem se fazer nada e ver todos os programas de TV que nos aparecerem pela frente. Adoro esta chuvinha e vento. Principalmente se estiver em casa.

 

Vai-me saber mesmo bem este dia de preguiça e inércia completa! Hummm… isto é que é férias!